domingo, 1 de agosto de 2010

Menos levado do que parece...

Feliz da vida no carrinho monopolizado por ele.

Ontem, fomos ao Aniversário da Chiara ou Quiqui como o próprio Nícolas diz (uma coleguinha de escola), a festa foi linda e os pais da Quiqui extremamente atenciosos e gentis.
Foi uma ótima oportunidade para que o Nícolas reencontrasse os amigos já que as aulas retornam amanhã e o meu coração já está pulando cheio de dúvidas e incertezas (será que ele irá chorar? Vai acordar no horário? Fará birra?...) e para que eu pudesse ter contato com as mães de seus coleguinhas, pois na verdade não conheço quase ninguém.
Logo que comecei a arrumá-lo, senti uma pontinha de esperança e percebi que o pequeno estava bem, ficou arrumadinho assistindo ao Hi-5 esperando que eu me aprontasse, assim que chegamos ao Buffet, ele já pegou o zente da Quiqui (presente da Quiqui) e seguiu todo faceiro que só, entregou o pacote com todo o carinho à recepcionista e correu para abraçar e beijar a aniversariante e sua mãe - nossa, como se senti aliviada e feliz, daí por diante, só quis brincar e se divertir (andou no carrossel até cansar, foi à piscina de bolinhas -entrava, saía, colocava e tirava a sandália num piscar de olhos, andou num dragão (tipo barco Viking) por 3 vezes e ficou apaixonado por um carrinho - o da foto, quando o carrinho parava de se movimentar, ele não tinha dúvida, levantava e apertava o botão para o que o movimento retornasse), comeu coxinha até dizer chega, não esquecendo da pipoca e do suco, brincou tanto que dormiu no carro, assim que o coloquei no cadeirão.
Quase não tirei fotinhas, pois ele não parava por um minuto.
Tive a oportunidade de conversar muito com 4 mães e chegamos a conclusão de que a fase deles é realmente essa: a das birras, choros e mal criações sempre que são contrariados e não fazemos o que eles querem. Fiqui muito aliviada, pois ultimamente tenho me questionando muito quanto o comportamento do Nícolas e a educação que tenho dado a ele. Em casa, sozinho, ele é um doce, mas quando chega visita, ele pula, corre, grita, desmonta o quarto e quando não lhe dão atenção, deita no chão e chora, no fundo sei que tudo isso é pertinente a idade, mas o que me machuca são os comentários indelicados que ouço por parte de algumas pessoas da família do meu marido, cheguei a ouvir o absurdo de que "Você já conversou com o pediatra sobre agitação desse menino? Pergunte se não pode dar algum calmante, pois ele é muito levado". ou então, depois de apertarem, beijarem e babarem o pequeno ao extremo, ele se aborrecer e beliscar a pessoa como se estivesse descontando "Nossa, como ele é malzinho... e ruinzinho, tem um gênio..., nos belisca mesmo.." e ontem pude perceber que ele não é tão levado quanto dizem, pois se comportou muito bem e quando foi mordido por uma coleguinha (já que ele monopolizou o carrinho e não deixava ninguém dirigí-lo por muito tempo), disse "mamãe, Isi modeu, não pode..feio hahahahhah) mostrando com gestos (mordendo o próprio braço) e falando que a Isis tenha mordido e que não podia, pois era feio, já pensei ..agora ele vai bater, chorar, morder e espernear e ao contrário ele mostrou a mordida, reclamou com a amiguinha, mas logo a beijou e abraçou e tudo ficou bem.
Só chorou na hora do Teatro de Marionetes e como sempre não participou do Parabéns, mas concordo que já estou querendo muito.
Então conclui que... O Nícolas é levado sim, mas nada que fuja a regra de boa convivência e adaptação e aprendi que nem sempre devemos nos preocupar com os comentários alheios, pois cada criança tem a sua própria maneira de ser e devemos respeitar a individualidade de cada um. Foi uma lição em tanto que tive ontem!!!!

2 comentários:

Adriana disse...

O Nícolas é uma criança feliz e saudável!! por isso é serelepe....ele é como a minha Giulia! adoro!!!

bjs e boa semana

Giovana disse...

Gi,
Por aqui a coisa nao anda diferente, nao. O Lucca anda terrivel, cheio de personalidade e opiniao. Grita, chora e esperneia quando nao faco o que ele quer. Mas, por outro lado, e um menino de ouro, obediente e carinhoso. Por isso, querida amiga, nao deixe que palavras maldosas te criem duvidas. Voce e o Marcelo sao otimos pais. E' a idade que eles estao que e' fogo! Logo isso passa e tudo ficara bem. Um grande beijo cheio de saudades.