terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A Escola.


Ontem, pela 1ª vez, o Nícolas foi à escola. Ele estudará de manhã e as aulas começarão em 01/02, mas como conheço o pequeno e sei que a adaptação dele é sofrível , resolvi fazer a matrícula no curso de férias, assim ele terá mais 10 dias de escola e eu poderei ficar com ele na adaptação (já que trabalho também pela manhã).
Acordamos às 06:00, dei mamadeira, banho, coloquei a roupa, a lancheirinha nas costas do pequeno e ele foi tudo feliz pela rua até a casa da minha mãe, onde guardo o carro. Chegamos à escola às 07:40 e ele entrou bem, e eu, junto, sem choro...viu os coelhos, as codornas, os peixinhos, mas se encantou mesmo com a piscina, percebi que ele estava distraído e fui embora. Dez minutos depois a coordenadora me ligou, dizendo que ele estava bem e que só havia resmungado (fiquei mais tranquila), às 08:40 ela retornou a ligação, dizendo que ele estava chorando muito e que mesmo no colo não parava, então que eu poderia buscá-lo, fui prontamente, quando cheguei e ele me viu começou a chorar de forma sentida e até soluçava (confesso que fiquei com o coração apertado e morrendo de vontade de trazê-lo para casa e nunca mais voltar). Chorou tanto que chegou em casa desmaiado e dormiu até às 12:00 rsrsrr
Hoje a rotina foi diferente, levei-o um pouquinho mais tarde (às 10:00), mas fiz a besteira de ir junto com a minha mãe e a minha cunhada, então quando ele percebeu que a tia e a avó não entrariam com ele foi um escândalo só. Ele chorou das 10:00 até às 11:00 e as professoras com todo amor, carinho e paciência tentavam acalmá-lo de todas as formas possíveis, fiquei grudadinha o tempo todo e quando me distanciava era aquele berreiro. Saímos de lá às 11:40 e o pequeno ainda chorava. Hoje ele chorou mais que ontem.
Vamos tentar amanhã novamente (mas com certeza irei sozinha) e o entregarei à professora dizendo que estarei ali quando ele precisar e que ele não precisa chorar (espero que funcione), amanhã também retorno à escola, portanto ele irá no período da tarde.
Espero que dê tudo certo e que ele não sofra tanto!!!!
Meu coração está apertado, só não estou sofrendo mais, porque confio plenamente na escola e conheço todas as tias e funcionários, portanto tenho a certeza de que o Nícolas está em boas mãos. Mas como é difícil.

sábado, 16 de janeiro de 2010

2010...aqui estamos nós!!!!




Nem acredito que já estamos em meados de janeiro. Ou o tempo está passando rápido demais ou eu vivo perdida mesmo rsrsrsr.
O nosso Ano Novo foi muito bom - passamos na casa da minha cunhada com alguns familiares. Nessa virada de Ano o Nícolas ficou com medo dos fogos e das bombinhas, então acompanhamos a virada pela televisão.
A vida está uma correria ( o que não é novidade alguma, a partir do momento que nos tornamos mãe). Estamos no final da reforma do apartamento e precisamos nos mudar até 04 de fevereiro, que é a data na qual preciso entregar o meu atual (que já está vendido), então todos os dias pela manhã, vou até a obra e verifico o andamento, mas é claro que sempre tem algo para resolver e decidir. À tarde fico em casa com o pequeno e tentando arrumar as coisas - separando o que vou levar, doar, me desfazer (esses detalhes de mudança), e quando me dou conta o dia já acabou!!!
O Nícolas está super bem, alias, está um PIMENTINHA, ontem fomos cortar o cabelo dele (com uma pessoa diferente) e ele deu um SHOW, aqueles com direito à platéia e tudo, foi uma ginástica para todos, mas no final deu tudo certo.
À partir de segunda feira ele irá para a escolinha, na verdade as aulas começam só 01/02, mas como eu conheço o meu bebê, optei por matricular o pequeno no curso de férias, assim poderei acompanhá-lo nesses 10 primeiros dias e espero que não seja tão sofrível para nós.
Ele está bem esperto e entendendo tudo, mas não falando nada.
Na virada do ano demos "água de janeiro": água da primeira chuva do ano, demos no copo, na concha, na caneca, estava quase deixando o pequeno no temporal para ver se ele bebia bastante água e já começava a falar, mas até agora NADA rsrsrsrr.
Beijoks à todos que passam por aqui e saudades de visitá-las, mas com certeza, após a mudança, tudo será mais fácil